sexta-feira, 24 de dezembro de 2010


Por favor, fique ai!
Onde  você está.
A luz está linda;
Não mude deste lugar.
Pode ser melhor assim;
Eu não descubro nada sobre você;
Nem você sobre  mim.
Descascando cebola;
Pensei em você;
Chorei.
ah l'amour.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

                                            Maldito desfibrilador
  Eu exponho para o  mundo as minhas paradas cardíacas, mas as pessoas se comportam como se isso não fosse uma possibilidade do meu coração parar de bater, no máximo elas trazem o desfibrilador e me revivem para me deixar vivendo meu estado terminal, elas não entendem   que pacientes  com morte cerebral sofrem mais quando as pessoas não as deixam descansar em paz.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Clarice Lispector por cazuza



El Ateneo - Buenos Aires 
uma bilbioteca  que foi um teatro *_*
 A foto não e minha .
Eu vou me debruçar sobre a janela.
Ver a vida passar.
Ver o mundo dançar.
Eu vou ser uma arvore.

“Sabe, Linus, eu tô desenvolvendo uma nova filosofia, eu só preciso suportar um dia por vez.” 

Charlie Brown
O marrom e o inferno .

Há quem diga que uma loucura controlada faz bem a alma eu discordo, nem preto nem branco, ser meio louco pode ser o que de pior pode existir.
 Não se pode quebrar vasos, gritar com as pessoas, tomar veneno nem a o menos se internar em uma clinica de repouso porque o pouco de sanidade que você tem lhe  proíbe disso  e  a pouca loucura que você tem só lhe serve de tormento.
 Antes fosse eu uma louca desvairada, varrida e não um protótipo do olimpo de sanidade.

domingo, 21 de novembro de 2010


Eu espero que os astros me digam o motivo (texto idiota).
Não sei por que mais nessa época  de ano mais de 5000000 de pessoas começam a namorar e tudo termina antes do carnaval, quando a vida começa os namoros acabam, todo ano e assim, é verdade baby , pela minha própria experiência em janeiro o perfil do Orkut de 90% da população acaba mudando de novo.
Era uma vez uma garota que gostava de romã, más desta vez ela não comeu o fruto, jogou-o pelo asfalto para ele encontrar.
 Ele chegou a vê-la, mas morreu envenenado com o fruto.
 Ela chorou, pois ele nunca apareceu.

Seguidores

¨¨que essas palavras sejam musicas oas seus ouvidos¨¨

Quem sou eu

Minha foto
varias de min silvana duboc .. sou asim varias de min sorriso por fora angustia por dentro por dentre um tormento..

Visitas:

Free Hit Counters

Search