quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

                                            Maldito desfibrilador
  Eu exponho para o  mundo as minhas paradas cardíacas, mas as pessoas se comportam como se isso não fosse uma possibilidade do meu coração parar de bater, no máximo elas trazem o desfibrilador e me revivem para me deixar vivendo meu estado terminal, elas não entendem   que pacientes  com morte cerebral sofrem mais quando as pessoas não as deixam descansar em paz.

Nenhum comentário:

Seguidores

¨¨que essas palavras sejam musicas oas seus ouvidos¨¨

Quem sou eu

Minha foto
varias de min silvana duboc .. sou asim varias de min sorriso por fora angustia por dentro por dentre um tormento..

Visitas:

Free Hit Counters

Search